Notícias

Medida Provisória “vendida” no governo Lula foi aprovada em “votação simbólica”

Foto: Ricardo Stuckert/PR

Ou seja: como se fosse um tema menor que não gera grande disputa entre governo e oposição.

Quem acompanha as votações na Câmara sabe como as votações simbólicas se dão: o presidente da casa pede para que todos os que concordam com a provação “permaneçam como se encontram“. Meio segundo depois, após ninguém se pronunciar, bate-se o martelo: “Aprovada!” Segundo a Veja, foi desta forma que aprovaram a medida provisória suspeita de ter sido vendida por lobistas no governo Lula ao custo de R$ 36 milhões. De acordo com a denúncia, empresas automobilísticas queriam com ela prorrogar incentivos fiscais de 2011 a 2015 nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. A revista também destaca que essa MP foi transformada em lei sem qualquer alteração após ajustes do governo, algo raro no Brasil.

Foto: Ricardo Stuckert/PR

Leia também | Dólar alto faz Petrobras cortar mais de R$ 40 bilhões em investimentos

Mais Lidas

To Top