Notícias

Ministério da Pesca é suspeito de fraudar licenças

Uma medida permitiu que as próprias superintendências da pasta nos estados, em sua maioria controladas pelo PRB, confeccionassem os documentos, que dão direito a salário durante os cinco meses do defeso e outros benefícios.

Do jornal A Tarde:

senador-marcelo-crivella

Um mês antes de começar a campanha eleitoral, o Ministério da Pesca alterou uma norma interna e permitiu que carteiras de pescador fossem emitidas em papel comum. Antes, eram confeccionadas pela Casa da Moeda, e tinham uma marca d’água para evitar fraudes. A medida permitiu que as próprias superintendências da pasta nos estados, em sua maioria controladas pelo PRB, confeccionassem os documentos, que dão direito a salário durante os cinco meses do defeso e outros benefícios. O PRB, ligado à Igreja Universal, comanda a pasta desde março de 2012, quando o senador Marcelo Crivella (RJ) foi nomeado ministro. Ele deixou o cargo para disputar o governo do Rio. O ministério é chefiado hoje pelo pastor Eduardo Lopes, também do PRB e suplente de Crivella. A sigla trabalha para manter a pasta no próximo mandato de Dilma Rousseff. Das 27 superintendências, 17 estão sob a chefia de filiados e dirigentes do partido.

Mais Lidas

To Top