Notícias

Ministério Público solicitou ao STF abertura de procedimento para analisar citações de Dilma na Lava Jato

A presidente teria sido citada 3 vezes nos depoimentos. Uma delas envolve doação de R$2 milhões para a campanha eleitoral de 2010.

Presidente Dilma Rousseff

De acordo com O Globo, o Ministério Público, antes de avaliar que não poderia investigar Dilma Rousseff, analisou 3 episódios envolvendo a presidente nas delaçõs premiadas. Em um dos casos, o MP pediu ao Supremo a abertura de um procedimento oculto para tratar exclusivamente das citações à Dilma. Essa petição existiu de entre setembro de 2014 e o início desse mês.

Depois de analisar o documento, juntamente com os novos depoimentos de delatores, Janot constatou que, pela Constituição, não é possível investigar a presidente. As citações foram descartadas, sem um ato formal de arquivamento.

Uma citação à Dilma foi feita por Paulo Roberto Costa (e referia-se a doação de R$ 2 milhões para a campanha de 2010) e outras duas por Alberto Yousseff.

Notícias Recentes

To Top