Notícias

Ministro da Educação demitido por telefonema de Dilma se queixa de corrupção no PT

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

“A corrupção está longe de ser uma invenção do PT, mas o PT deixou de ter o vigor que tinha contra a corrupção.”

Se correr, governista pega, se ficar, oposicionista come. Essa vem sendo a rotina de Dilma no segundo mandato. Ao fazer um aceno para a oposição e enviar Mercadante da Casa Civil de volta à Educação, a presidente findou perdendo mais um naco de apoio dentro de casa. Dessa vez é Renato Janine Ribeiro, aplaudido ministro a assumir depois das trapalhadas de Cid Gomes. Disse ele ao Globo, em nítida mágoa após ser demitido por telefone:

“O PT cometeu erros políticos sérios. Um deles foi o de apostar mais no consumo do que na ética. O PT na oposição tinha duas bandeiras éticas muito fortes: contra a corrupção e a miséria. No governo, enfrentou a miséria. Por outro lado, tem a corrupção, que está longe de ser uma invenção do PT, mas o PT deixou de ter o vigor que tinha contra a corrupção.”

Chama atenção, no entanto, que a percepção de tanta corrupção só tenha surgido após a perda do cargo. Pelo que se entende da mudança de postura, a perda de vigor do petismo perante a corrupção se deu na semana passada. Então tá.

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Leia também | Marcelo Odebrecht continua integrando conselho que assessora Dilma mesmo depois de preso

Notícias Recentes

To Top