Notícias

Ministro de Dilma “passa pano” para o PT e mesmo assim os petistas reclamam

Para eles, qualquer coisa abaixo da VENERAÇÃO CEGA é considerada blasfêmia.

A situação é mais do que patética, chega a ser tragicômica. Acompanhem: Jaques Wagner (PT/BA), que seria como um primeiro ministro de Dilma Rousseff, concede entrevista na qual alivia a barra do PT o máximo que pode. Chega a forçar a lógica, o bom senso, a razão, tudo de forma constrangedora.

Ok, é seu “papel” como político do partido e integrante do ministério.

Mas agora vem o mais divertido: integrantes do PT ainda assim não gostaram do que ele disse! Pois é! Tá pensando o quê? Não aceitam nem mesmo um “mea culpa” aliviando a barra. É preciso venerar cegamente o partido, de forma xiita e fundamentalista. Tudo menos do que isso é condenado.

Jaques Wagner - foto Adriano Machado Época

Se fazem isso por malícia, é ruim; mas se fazem a sério, por genuína devoção partidária, aí talvez seja ainda pior.

To Top