Notícias

Ministro mais antigo do STF chama de “gravíssimo equívoco” o chilique de Dilma pós derrota

Para magistrado, chamar o impeachment de golpe é erro gravíssimo.

Mesmo derrotada na Câmara, Dilma Rousseff segue não só insistindo que foi vítima de um golpe de Estado – mesmo ela sendo a chefe máxima desse Estado –, como promete chorar as pitangas em Nova York, em seu discurso na ONU. Celso de Mello, o ministro mais antigo do STF, chama de “gravíssimo equívoco” a postura da presidente.

Leiam o que foi dito pelo decano à Veja:

“Ainda que a presidente veja a partir de uma perspectiva pessoal a existência de um golpe, na verdade, há um gravíssimo equívoco, porque o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal já deixaram muito claro o procedimento de apurar a responsabilidade política da presidente”

Para o magistrado, todo o processo vem respeitando o rito estabelecido na Constituição segue na mais “absoluta normalidade jurídica”.

O PT já foi mestre na arte de transformar em verdade as suas versões da realidade. Hoje a internet não mais permite isso.

Notícias Recentes

To Top