Notícias

Mulher agredida volta ao Congresso para acompanhar votação

“Não vou desistir nunca”, disse Ruth Gomes Sá.

Do Estadão:

expulsa congresso

A aposentada Ruth Gomes de Sá, 79 anos, foi agredida na noite de terça-feira (02), depois que Renan Calheiros determinou que manifestantes fossem retirados das galerias, durante a sessão do Congresso que votava o projeto que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias e flexibiliza a meta de superávit primário. Porém, a manifestante voltou ao Congresso nesta quarta-feira (03). Na bolsa, trouxe a queixa que prestou contra a Polícia do Senado. Ela disse que um agente lhe deu uma gravata e uns tapas no rosto.

Mais Lidas

To Top