Notícias

Na última vez que um presidente teve contas negadas no TCU, deu um golpe e virou ditador

Foto: Claro Jansson (1877-1954)

Mesmo revertendo a decisão junto ao legislativo, Getúlio Vargas enfrentou um processo de impeachment que resultou no golpe de 37.

A informação foi recuperada pelo blog de Fausto Macedo para o Estadão. Em 1937, um ministro do mesmo TCU que 78 anos depois rejeitaria as contas apresentadas por Dilma Rousseff, emitiu parecer semelhante a respeito dos gastos de Getúlio Vargas em 1936. O parecer cairia no legislativo mais adiante, mas expôs o presidente a um processo de impeachment precipitando o golpe de 37 transformando-o num ditador que comandaria o Brasil até 1945. No meio disso tudo, ainda perseguiu o relator e o aposentou compulsoriamente. Que Dilma não siga o exemplo. E que os brasileiros permaneçam atentos.

Foto: Claro Jansson (1877-1954)

Leia também | Até 2016, governo Dilma gastará com cafezinho mais do que o orçamento da Igualdade Racial

To Top