Notícias

Não só PSDB e PMDB: DEM também já discute como pode ajudar num governo Temer

Com o andamento das conversas sobre impeachment de Dilma Rousseff, O DEM já calcula como o partido pode trabalhar para colaborar após a queda do PT.

O presidente do Democratas, José Agripino Maia, contou à Folha que, com o andamento das conversas sobre impeachment de Dilma Rousseff, já calcula como o partido pode trabalhar para colaborar com um governo Temer. O argumento usado por Agripino espelha o defendido pela ala aecista do PSDB: “Na medida em que haja um governo que inspire credibilidade, vamos colaborar, mas não acho que devemos participar da administração.” O receio não revelado de Aécio – e, depois de sexta passada, Alckmin – é que, com o governo nas mãos do PMDB, José Serra, que andou trabalhando em parceria com Renan Calheiros, ganhe poder e dificulte as intenções da dupla para concorrer à presidência em 2018. O PMDB já se uniu. Falta ao PSDB seguir o exemplo. Agripino foi coordenador da última campanha tucana para presidente.

Michel-Temer

Leia também | Empreiteiro entrega que Mercadante presenciou doação de propina na campanha de 2010

 

Para mais informações:
DEM debate o ‘pós-Dilma’ e cogita colaborar com eventual novo governo

To Top