Notícias

O policial que atua no protesto ganha menos do que o militante que prega o fim da PM

Se há uma elite opressora nas ruas, é aquela que pede o fim da PM ali na frente do policial

Vinicius Mota assinou na Folha de S.Paulo um dos textos mais importantes do ano. Nele, o colunista escancara a hipocrisia do militante esquerdista que vai à rua pedir o fim da Polícia Militar sem se importar que ali, atuando para proteger a cidade de qualquer vandalismo, está um profissional muito mais humilde do que a média dos que pedem o fim da sua corporação.

O Implicante tomará a liberdade de replicar aqui os dois primeiros parágrafos. Mas o texto merece ser lido por completo.:

“De cada 100 policiais militares brasileiros, 49 declaram-se pretos ou pardos. Um soldado paulista ganha menos de cinco mínimos mensais. Já protestos de esquerda têm menos pretos e pardos. A renda do militante supera a de uma família chefiada por um soldado PM e, por muito, a de um lar brasileiro típico.

A elite vermelha pretende falar em nome da maioria da população, mas está distante dela. Policiais, desafiados nas ruas a cada manifestação, estão mais próximos da rotina das classes trabalhadoras.”

Para ler a coluna por completo, basta clicar aqui.

Mais Lidas

To Top