Notícias

O PT contra-ataca e aponta irregularidades nas contas da campanha de Aécio

Foto: PSDB/MG

Os petistas querem nova auditoria nas contas do tucano, a exemplo do que já foi pedido junto às contas de Dilma.

Em Brasília, muito se comenta que Aécio vem sendo um dos principais obstáculos àqueles que desejam a queda de Dilma Rousseff. Porque nunca se pronunciou claramente sobre o tema, porque não sinalizou positivamente a Temer um apoio num possível governo do peemedebista, porque pediu a renúncia de Cunha quando opositores se articulavam com o presidente da Câmara para jogar na pauta o impeachment da presidente.

A justificativa mineira viria do receio de perder o protagonismo junto ao eleitorado do qual o senador goza há um ano. Mas, como dizem no futebol, se não faz gol, leva. E o PT protocolou na segunda, dia 26, junto ao TSE, uma “notícia de ilegalidade” com irregularidades nas contas da campanha do tucano em 2014. Diz a Folha:

“Aécio substituiu na prestação de contas da campanha 2.397 recibos de doações eleitorais, que representam 78.7% de todos os lançamentos de receita declarados pelo tucano. lguns desses recibos retificados se referem a repasses feitos por empreiteiras envolvidas no escândalo de corrupção na Petrobrás, como OAS e Queiroz Galvão.”

Foto: PSDB/MG

Foto: PSDB/MG

Aécio nem mandato presidencial possui para perder. Com a iniciativa, o PT busca apenas gerar um argumento contra a cassação de Dilma. O mesmo argumento sobre moralidade usado contra Cunha. Que moral teria Aécio para questionar as contas da campanha de Dilma no TSE quando ele próprio possui 2.397 recibos por serem auditados?

A diferença é que, além do judiciário, o PT tem a imprensa na mão. Aécio já provou do que o petismo é capaz na campanha de 2014, mas não parece ter aprendido a lição e segue dando prazos e mais prazos para o Partido dos Trabalhadores maquinar uma saída para a enrascada em que se meteu.

Mais Lidas

To Top