Notícias

Governos petistas esconderam até 2027 os detalhes dos gastos no porto de Cuba, mas um juiz quebrou o sigilo

Agora é aguardar as informações a respeito da transação

Num dos atos mais polêmicos das gestões petistas na Presidência da República, o BNDES financiou em US$ 682 milhões (atenção: de dólares) o Porto de Mariel, em Cuba. Em movimento ainda mais suspeito, o Ministério do Desenvolvimento pediu na época o sigilo da transação até 2017, alegando que, na operação, havia informações sigilosas. Mas agora tudo pode mudar.

O advogado Adolfo Saschida pediu a quebra de sigilo dos documentos. E o juiz Marcelo Rebello Pinheiro, da 16ª Vara Federal do Distrito Federal, atendeu ao pedido.

Finalmente o Brasil poderá conhecer o destino ou mesmo a motivação do mau uso dos recursos arcados por seus contribuintes. Como tudo que vem do PT, não dá para se esperar coisa boa.

Notícias Recentes

To Top