Notícias

O sítio que Lula renega estava sendo reformado para receber o acervo presidencial

Curiosamente, uma auditoria confirmou que várias peças do acervo presidencial sumiram

Fernando Bittar é oficialmente o dono do sítio em Santa Bárbara, em Atibaia. Coincidência ou não, é sócio de Fabio Luís Lula da Silva, filho de Lula, na holding que controla a Gamercorp. Coincidência ou não, Bittar disse à Lava Jato que parte da reforma feita no imóvel foram feitas “em razão da necessidade de recepção do acervo presidencial do então presidente da República”. Coincidência ou não, uma auditoria confirmou que, sob os cuidados de Dilma e Lula, sumiram com 98% dos presentes que deveriam ser registrados como do acervo da Presidência da República, ou seja, do povo brasileiro.

Por coincidências assim, a Lava Jato acredita que o sítio pertença, na verdade, a Lula. E que as peças que pertencem ao povo brasileiro seriam escondidas lá.

Que Lula se explique à Justiça.

To Top