Notícias

Oferta de amigo: presidente do Irã oferece assistência médica a Lula

Durante os 8 anos que ficou no poder, Lula acumulou amizades que lhe renderam prestígio internacional. Dentre os líderes que viraram amigões do ex-presidente estão os ditadores Teodoro Mbasogo, que governa a Guiné Equatorial desde 1979, o “saudoso” Muammar Kadhafi, falecido este ano, e o presidente do Irã, Mahmoud  Ahmadinejad. Este último rertibuiu os afagos do passado oferecendo assistência médica ao ex-presidente.

Abaixo as informações da Folha.com:

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, divulgou nesta quinta-feira (15) uma oferta para “qualquer assistência médica” que o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva possa precisar em sua luta contra o câncer de laringe.

“Embora estejamos certos de que o Brasil é a casa de alguns dos melhores e mais experientes médicos e especialistas, eu gostaria de, por este meio, anunciar que meu país está pronto para oferecer qualquer assistência médica que você possa precisar”, escreveu Ahmadinejad em uma carta publicada no site da Presidência.

O líder iraniano ressaltou que Lula, de 66 anos, é “um dos mais importantes políticos no Brasil e um dos que pedem paz e justiça mundial”.

A oferta ressaltou os laços construídos entre Ahmadinejad e Lula durante a Presidência do brasileiro, de 2003 a 2010.

Lula parabenizou Ahmadinejad imediatamente após ele ser declarado vencedor das eleições iranianas de 2009, e defendeu o controverso programa nuclear iraniano.

Em 2010, o então presidente do Brasil liderou negociações em conjunto com a Turquia para tentar fazer o Irã aceitar trocar urânio levemente enriquecido por combustível altamente enriquecimento, mas o acordo fracassou quando os Estados Unidos e seus aliados afirmaram que era insuficiente.

Íntegra aqui.

Comentário:

É evidente que o ex-presidente não aceitará a oferta do amigo iraniano. Lula, como as notas plantadas aqui e ali fazem questão de assegurar, valoriza muito a medicina local. Tanto é verdade que “interlocutores” do ex-presidente sopraram nos ouvidos da solícita Mônica Bergamo a informação de que Lula teria rejeitado o conselho de fazer o tratamento nos Estados Unidos”. A nota foi publicada assim que a equipe médica que cuida de Lula anunciou o sucesso do tratamento realizado no hospital Sírio-Libanês. Tudo coincidência, claro.

A informação publicada acima parece irrelevante? Talvez sim, mas a maioria das notas da Mônica Bergamo também são e ela está há anos praticando o seu jornalismo, não é?

 

Notícias Recentes

To Top