Notícias

Os funcionários do Sesi que o PT sustenta

Salários altos, funcionários fantasmas. Agora, a Controladoria Geral da União vai investigar a casa amarela sustentada pelo partido vermelho.

Da Época:

edimg_6763pb

A reportagem da revista Época mostrou que a casa onde funciona o “escritório de representação” do Sesi, em São Bernardo (SP), serve como um grande escritório de apadrinhados do PT. A instalação está a poucos metros do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, que continua sob o comando de Lula e seus aliados, e foi criada por esses aliados no governo de Luis Inácio. Mas quem vê a casa modesta não imagina os salários altíssimos que saem dali, que são pagos para pessoas que não trabalham. Um exemplo dado pela reportagem é de uma das noras de Lula, Marlene Araújo Lula da Silva, que trabalha ali só no papel e recebeu um salário de R$ 13.500 mensais. Agora, a Controladoria Geral da União investiga os funcionários fantasmas que “trabalham” na casa.

To Top