Notícias

Para economistas, grau de investimento na Fitch está por conta da “questão política”

Foto: Pexels

Apesar de não acreditarem que a o Brasil sofra um novo rebaixamento ainda em 2015, acreditam que o imbróglio político há se resolver ainda este ano.

Weruska Goeking, para o Financista, colheu o depoimento de um punhado de economistas sobre o mais recente rebaixamento brasileiro junto a agências de classificação de risco. No geral, preocupa mais o fato de o país estar no último degrau, já na fronteira com o precipício, e com perspectiva de baixa. Mas chamam atenção as palavras do economista-chefe da Gradual Investimentos: “Um primeiro comentário sobre a nota é que a principal questão é política, e isso deve se resolver – de uma forma ou de outra – até o final do ano.

Eu, Marlos Ápyus, me reservo o direito de modestamente discordar em meio ponto: a questão política só terá conclusão em 2015 caso um forma prevaleça. E essa forma seria a queda da presidente. Do contrário, seguirá indefinidamente até que caia o grau de investimento – e, aqui, Dilma não resistirá.

Foto: Pexels

Leia também | Gilmar Mendes alfinetando Dilma: “Ninguém se mantém no cargo por liminar do Supremo”

Mais Lidas

To Top