Notícias

Para Lava Jato, empréstimo fraudulento do banco Schahin foi para o PT

Partido seria o real beneficiário e o dívida foi “paga” por meio de contrato bilionário com a Petrobras.

Segundo o MP, aconteceu da seguinte forma: José Carlos Bumlai, o pecuarista amigão do Lula e agora preso, tomou empréstimo de R$ 12 milhões junto ao banco Schahin, mas o beneficiário real da grana seria o Partido dos Trabalhadores. E o “pagamento” seria um contrato bilionário com a Petrobrás. Um negócio fraudulento, portanto.

Não se trata de meramente negócio simulado, mas sim – para o Ministério Público – direcionamento ilegal de contrato com empresa pública. E teria havido um outro empréstimo igualmente fraudulento.

Lula e Bumlai (circulado) dançando quadrilha.

Lula e Bumlai (circulado) dançando quadrilha.

Tanto Bumlai quanto a cúpula do grupo Schahin foram denunciados oficialmente pelo MP.

Mais Lidas

To Top