Notícias

Para ministro da Justiça, “apologia” em esportes e games gera violência

Foi com diagnósticos desta qualidade que chegamos aos 60 mil assassinatos por ano

min_bra_int58-850x564

Discursando na sede da Organização dos Estados Americanos (OEA) em Washington – onde deveria falar sobre um tal “pacto nacional contra os homicídios” – o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo apresentou um diagnóstico pitoresco sobre as causas da violência no Brasil:

“A violência é hoje cultivada e aplaudida, seja em esportes ou jogos de crianças pequenas”

“Às vezes tenho visto violência até em esportes que não tendem minimamente a ser violentos, como jogos de futebol”

“Outro dia ouvi um especialista dizer que nunca viu um game em que o vencedor é quem salva vidas, pois o vencedor é sempre quem mata. Essa cultura da exaltação da violência se projeta e acaba banalizando a violência, disseminando uma realidade perversa em que seres humanos podem aniquilar, ferir os outros em atos que são socialmente reprovados”

Sobre o que o governo pretende fazer para reduzir os quase 60 mil homicídios anuais no Brasil, Cardozo só disse generalidades como a necessidade de “participação” de toda a sociedade e de dividir responsabilidades com estados e municípios.

Mais Lidas

To Top