Notícias

Para quitar pedaladas, Dilma teria que fechar 2015 com mais de R$ 70 bilhões de prejuízo

Foto: Roberto Stuckert Filho

Cálculo vem do próprio corpo técnico da equipe econômica do governo.

O que dá o tom do estrago feito pela manobra para esconder a crise dos eleitores que a reelegeram em 2014. O Globo conta que são cenários imaginados pelo equipe econômica de Dilma. No melhor deles, quita-se as pedaladas e o saldo negativo ficará em “apenas” R$ 50 bilhões. No pior, entra também na conta as receitas frustradas e as despesas geradas pela regularização da manobra. Neste, o ponto de partida será os R$ 70 bilhões do título.

Há um terceiro caminho em que dívidas junto ao BNDES são trocadas de forma a zerar tudo. Ou seja: um banco público seria usado para quitar despesas geradas com bancos públicos, o que deixa tudo com um cheiro horrível. De qualquer forma, acredita-se que assim o governo anula para 2016 qualquer tentativa de a oposição usar pedaladas fiscais como motivo para um impeachment.

Foto: Roberto Stuckert Filho

Leia também | Conforme esperado, Renan Calheiros segue catimbando o impeachment a favor de Dilma

Mais Lidas

To Top