Notícias

Pau que dá em Cunha também dá em Renan Calheiros, aliado de Dilma delatado no Petrolão?

Eduardo cunha, Renan Calheiros. Foto: Pedro França

Ou a imprensa acha que o presidente do Senado, hoje na função de retardar a análise das pedaladas fiscais de Dilma, exige melhores cuidados?

O mesmo Fernando Baiano que detalhou propina recebida por Eduardo Cunha, presidente da Câmara, também trouxe luz ao envolvimento de Renan Calheiros. No caso, US$ 6 milhões que foram pagos ao presidente do Senado juntamente com Jader Barbalho, seu aliado. A exemplo de Cunha, o caso Renan também envolve contas no exterior usadas para recebimento da propina. Aníbal Gomes, outro peemedebista, mas da Câmara, ajudava no recebimento de uma segunda parte das parcelas pelo Brasil mesmo.

O trio é investigado desde março, mas, há quatro meses, Calheiros voltou a defender os interesses de Dilma, o que levantou a suspeita de ter havido algum acordo para que o senador se safasse. Curiosamente, a imprensa, assim como o Ministério Público, não mostra a mesma sede para cima do alagoano. Exigirão-lhe também a renúncia, a exemplo do que fizeram com Cunha? Ou acham que a personalidade que vem protelando a análise das pedaladas de Dilma merece um tratamento mais cauteloso?

Foto: Pedro França

Leia também | Nem que a vaca tussa? Seguro-desemprego já caiu 8% com novas regras do governo Dilma

To Top