Notícias

PF diz que empresa repassou R$ 37,7 milhões a doleiro

O montante se refere a prestação de serviços nas obras da refinaria de Abreu e Lima da Petrobras.

Do Estadão:

youssef

 

Um laudo financeiro da Polícia Federal mostra que o consórcio CNCC pagou R$ 38,7 milhões ao Grupo Sanko para prestação de serviços nas obras da refinaria de Abreu e Lima (PE) da Petrobras. Desse montante, o Grupo Sanko repassou R$ 37,72 milhões para as empresas de fachada do doleiro Alberto Youssef – M.O. Consultoria e GFD Investimentos. Segundo a PF, “é possível concluir pela existência de fortes indícios quanto à não prestação dos serviços ou a prestação em volume que não justifique os pagamentos realizados pelo CNCC à empresa Sanko”.

Mais Lidas

To Top