Notícias

Planalto já admite derrota na votação do impeachment, mas não joga a toalha

Segundo colunista, governo agora torce por um “milagre” para que Dilma não seja removida do cargo

20160314102446601652u

A colunista Mônica Bergamo, a quem não podemos acusar de não conhecer as entranhas do PT, informa em sua coluna que o governo já dá como perdida a batalha contra o impeachment. Com as recentes debandadas do PP e PRB, a avaliação é que a oposição já tem mais que os 342 votos necessários para mandar o processo ao Senado no próximo domingo (17) .

De acordo com Bergamo, apesar do prognóstico negativo, Dilma nem pensa em renunciar e seus ministros esperam por um “milagre”. A parte que ela não conta é que esse “milagre” viria pelas mãos de um anjo chamado Renan Calheiros, na forma de medidas protelatórias junto ao STF, que poderiam emperrar o processo de impeachment no Senado por meses, enquanto o governo buscaria comprar o apoio de senadores para vencer o julgamento final.

O PT fará tudo que estiver ao seu alcance, dentro e fora da lei, para se manter no poder.

Mais Lidas

To Top