Notícias

Policia Federal investiga propina de R$ 400 mil para o lulista Vaccarezza

Cândido Vaccarezza era líder do governo na Câmara quando teria recebido propinas

lula barcoO ex-deputado e ex-líder do governo na Câmara, Antônio Vaccarezza sempre foi conhecido por ser um lulista dos mais exaltados. Ele agora, como quase tudo o que envolve o nome do ex-presidente, também está sob investigação por recebimento de propinas. Leiam a reportagem do blog de Fausto Macedo:

A Polícia Federal abriu inquérito contra o ex-deputado e ex-líder do governo na Câmara Cândido Vaccarezza (PT/SP) na Operação Lava Jato – investigação sobre suposto esquema de corrupção e propinas na Petrobrás entre 2003 e 2014. Vaccarezza terminou seu mandato parlamentar no dia 31 de janeiro de 2015, quando perdeu foro por prerrogativa de função perante o Supremo Tribunal Federal (STF).

A ordem para instauração de inquérito contra Vaccarezza foi dada pelo juiz federal Sérgio Moro, em despacho de 17 de abril, agora tornado público.

O ex-deputado foi citado em delação premiada do ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás, Paulo Roberto Costa. Preso em regime domiciliar, com tornozeleira eletrônica, Paulo Roberto Costa afirmou no ano passado que o ex-deputado e ex-líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT), teria recebido propina de R$ 400 mil por um contrato de importação de asfalto da Petrobrás com a empresa Sargent Marine.

Sem foro privilegiado, Vaccarezza sabe que corre o risco de ter sua prisão decretada a qualquer momento.

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva está sendo investigado por suposto tráfico internacional de influência, pode ser investigado pelo FBI pelas fraudes  e propinas para trazer a Copa do Mundo ao Brasil e é citado em investigações em curso pelo FBI sobre a compra superfaturada de aviões.

Mais Lidas

To Top