Notícias

Por que a imprensa seleciona certos alvos? Lava Jato já envolveu 62 políticos no Petrolão

Foto: Mario Roberto Duran Ortiz

PT e PMDB possuem o menos números de envolvidos, mas a mídia anda esquecendo da escalação do primeiro time.

A conta foi feita pelo Globo. Os 62 agentes públicos citados nas investigações da Lava Jato dizem respeito a parlamentares, ex-parlamentares, dirigentes de partido, ministros e governadores. PT e PMDB possuem 12 nomes envolvidos até o momento. Estão atrás apenas do PP com 31 nomes citados pelos primeiros delatores – que operavam para o Partido Progressista no esquema.

No entanto, quem acompanha à distância o noticiário nos últimos dias, achará que a operação toda se preocupa apenas com um dos casos. E essa preocupação aumentou depois que o TCU confirmou as pedaladas fiscais cometidas por Dilma Rousseff, o que justifica a abertura de um processo de impeachment contra a presidente. Qual seria este caso? O do parlamentar que tem o papel e a caneta para dar ignição no impedimento da petista.

Há praticamente nenhuma dúvida sobre a culpa de Eduardo Cunha junto aos seus desfeitos, mesmo com ele não tendo ainda a oportunidade para se defender adequadamente da enxurrada de denúncias. Mas a população precisa ficar atenta à tática petista – sempre com o suporte em peso da imprensa – de deslegitimar qualquer um que se levante contra o PT. Cunha talvez tenha sido apenas o alvo mais fácil, mas não foi o único. Ou o Brasil já esqueceu do tanto que a mídia explorou o caso do aeroporto Cláudio como se tivesse peso igual ao de um Petrolão?

De lá para cá, os movimentos de rua, veículos independentes na web e até ministros do TCU já estiveram na mira da Máquina Petista de Moer Reputações. E, podem ter certeza, surgirão novos alvos caso Dilma se prolongue no poder. A oposição não pode deixar o PT novamente ditar a pauta de acordo com seus interesses. É preciso reagir. É preciso coragem para peitar o discurso petista e enfrentar as críticas.

Foto: Mario Roberto Duran Ortiz

Leia também | Com a crise, comércio americano já nota a ausência do turista brasileiro fazendo compras

Notícias Recentes

To Top