Notícias

Procurador contraria Dilma e defende que provas de Moro sejam usadas no TSE

E as provas de Moro complicam muito a vida da presidente.

Quem contrariou Dilma foi Eugênio José Guilherme de Aragão. O vice-procurador-geral eleitoral deu parecer favorável para que a Lava Jato compartilhe com o TSE as provas levantadas por Sérgio Moro até o momento. Para complicar ainda mais a vida da petista, Moro já enviou ofício dizendo haver provas de que o PT usou propina do petrolão em campanhas eleitorais.

A independência do TSE será posta a prova, a exemplo do que já havia acontecido com o STF. Não será fácil. Há pelo menos dois advogados de campanha do PT no tribunal. Mas ao menos um deles – Dias Toffoli – vem demonstrando uma incômoda independência (para os petistas) nos votos distribuídos desde que Dilma iniciou o segundo mandato.

Dilma Rousseff - socorro distribuidoras de energia

Jogo de cena? Nunca pode ser descartado. Mas o tempo saberá responder melhor.

Mais Lidas

To Top