Notícias

Procurador escolhido por Dilma conclui que não houve culpa da presidente na aquisição da refinaria de Pasadena

 Negócio causou prejuízo milionário para a Petrobras e, na época, Dilma Rousseff presidia o Conselho da empresa.

Matéria do G1:

dilma janot

Rodrigo Janot determinou, nesta terça-feira (22), o arquivamento da apuração que averiguava se houve irregularidades na compra da refinaria de Pasadena, no Texas, em 2006, por parte do Conselho de Administração da Petrobras, isentando a presidente Dilma Rousseff, que presidia o conselho da estatal na época. De acordo com o procurador, não é possível “imputar o cometimento de delito de nenhuma espécie” aos integrantes do conselho.

To Top