Notícias

Procuradoria denuncia Nestor Cerveró e operador do PMDB por propina de US$ 40 milhões

De acordo com informações da Operação Lava Jato, Baiano e Cerveró agiram “em conluio com unidade de desígnios, cientes da ilicitude de suas condutas”.

Do Estadão:

cervero

O Ministério Público Federal denunciou à Justiça Federal Nestor Cerveró, ex-diretor da área Internacional da Petrobras, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro por 64 vezes. Também são acusados o lobista Fernando Baiano (apontado como o operador do PMDB no esquema), o doleiro Alberto Youssef e o executivo Julio Camargo, que agia em nome da Setal Óleo e Gás. De acordo com informações da Operação Lava Jato, Baiano e Cerveró agiram “em conluio com unidade de desígnios, cientes da ilicitude de suas condutas, em razão da função exercida por este último (Cerveró)”.

To Top