Notícias

Sabe o professor da UFRJ condenado por terrorismo? Ele concorreu sozinho à vaga

A instituição defende-se dizendo que o candidato apenas passou pelo procedimento padrão do setor.

A físico franco-argelino Adlène Hicheur foi contratado pela UFRJ após uma seleção na qual fora o único candidato. De acordo com a Época, o Instituo de Física da universidade deu apenas cinco dias úteis para os candidatos apresentarem currículo, e na semana seguinte a comissão já aprovou o único postulante ao cargo. A instituição defende-se dizendo ser este o prazo padrão para o cargo de professor visitante.

Hicheur recebe R$ 11 mil de salário para 40 horas semanais de dedicação exclusiva. Antes, ele havia sido condenado a cinco anos de detenção na França por ter planejado ataques terroristas em emails trocados com a al-Qaeda. Aloizio Mercadante, ministro da Educação, chegou a dizer que ele não deveria nem ter entrado no Brasil. Mas agora promete apenas acompanhar o caso.

ufrj

Quanto ao professor, anda prometendo deixar o país antes que seja expulso.

To Top