Notícias

Segundo a PF, propina da Petrobras pode ter sido intermediada por tesoureiro do PT

No computador de Alberto Youssef, foram encontrados 12 arquivos referentes a negócios dele com o fundo de pensão dos funcionários da estatal.

Do Estadão:

vaccarineto

A Polícia Federal pode ter chegado à conclusão sobre a transação que teria envolvido o pagamento de propina de R$ 500 mil a dois diretores do fundo de pensão dos funcionários da Petrobras, feito com empresas de José Janene (PP-PR) e Alberto Youssef. No computador do doleiro há uma pasta com 12 arquivos referentes aos negócios dele com a Petros. As transações teriam sido intermediadas pelo tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e tratado diretamente com dois diretores do fundo, indicados pelo partido.

To Top