Notícias

Segundo Dilma, mudança na economia brasileira depende dos EUA

A “crise internacional” é usada de novo como desculpa para a falta de crescimento econômico do país.

Do G1:

dilmamantega

Em entrevista ao Bom Dia Brasil nesta segunda-feira (22), Dilma Rousseff (PT) afirmou que a política econômica atual está na “defensiva” por causa da crise financeira internacional e que qualquer mudança vai depender da melhora econômica dos Estados Unidos. Ainda segundo a presidente-candidata, Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras que está preso por suspeita de corrupção, tinha “credenciais” para ocupar o cargo.

“A gente tem de ver como que evolui a crise […] Os Estados Unidos evoluindo bem, eu acho que o Brasil pode entrar numa outra fase, que precise de menos estímulos. Pode ficar entregue à dinâmica natural da economia e pode, perfeitamente, passar por uma retomada”, afirmou. “Estamos numa situação em que o Brasil está na defensiva em relação à crise internacional. Protegendo emprego, salário e investimento. Essas três variáveis. Por quê? Porque vamos apostar numa retomada. Na retomada você muda a política econômica de defensiva para ofensiva.

Mais Lidas

To Top