Notícias

Segundo jornal, Petrobras pagou aditivo a empresa cinco anos após conclusão da obra

A Camargo Corrêa já havia recebido R$ 690 milhões pela obra.

Da Folha de S.Paulo:

Screen Shot 2014-11-17 at 19.18.52

Reportagem do jornal O Globo revela que, em dezembro de 2013, cinco anos após a inauguração da obra, a Petrobras pagou quase R$ 140 milhões à Camargo Corrêa pela construção da termelétrica Jesus Soares Pereira, no Rio Grande do Norte. A empreiteira é uma das empresas investigadas na Operação Lava Jato, por suspeita de participar de cartel e do esquema de pagamento de propinas da Petrobras. Ainda segundo a publicação, a Camargo Corrêa já teria recebido R$ 690 milhões pela obra. A reportagem mostra que a termelétrica foi inaugurada com quatro tanques montados de forma errada, com erros no sistema de captação de água do rio Açu e assoreamento do canal de escoamento.

Notícias Recentes

To Top