Notícias

Sem-teto invadem área cedida ao Instituto Lula

Para ocupante, Lula não achará ruim se área “virar moradia para a população carente”. Terreno foi doado por Kassab e poderá abrigar instituto por 99 anos.

Brasília - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fala no 5º Fórum Ministerial de Desenvolvimento, que reúne representantes de 30 nações dos continentes americano e africano para debater temas sociais e econômicos

Informação do jornal Estado de São Paulo:

Dois prédios abandonados no centro foram invadidos por 200 famílias sem-teto ontem. Um dos imóveis abrigava, até novembro, um escritório do Consórcio Nova Luz, contratado pela Prefeitura. Sem uso, o terreno foi cedido pelo governo municipal ao Instituto Lula e deve receber, no próximo ano, o Memorial da Democracia.

Os movimentos de moradia acreditam que as ocupações podem servir para pedir a abertura de um canal de diálogo com a gestão de Fernando Haddad (PT). Eles reivindicam a criação de 2.000 vagas de moradia no centro e o aumento do valor do aluguel social. A Secretaria Municipal de Habitação informou que entrou em contato com as famílias para “ajudá-las da melhor maneira possível”.

Cerca de 140 famílias estão vivendo no terreno que receberá o Instituto Lula, segundo o Instituto de Lutas Sociais (ILS), movimento que organizou a ocupação junto com o Movimento de Moradia da Região Centro (MMRC). “O Lula não vai achar ruim se o terreno virar moradia para a população carente”, disse o eletricista Jeucimar dos Santos, de 31 anos.

O Instituto Lula disse que foi informado sobre a invasão e que, por enquanto, não planejou tomar nenhuma ação sobre isso. A concessão da área por 99 anos foi aprovada pela Câmara Municipal em maio.

(…)

A diarista Maria das Graças da Silva, de 46 anos, mudou-se para o prédio com a filha de 16 anos e o neto, de oito meses. “Estava pagando R$ 450 de aluguel por um quartinho num cortiço aqui no centro. Não sobrava dinheiro para nada. Só para o aluguel.”

Leia mais aqui.

Notícias Recentes

To Top