Notícias

Sintomas da política econômica de Dilma: rombo na previdência já chega a R$ 3,2 trilhões

Foto: Roberto Stuckert Filho

No mês passado, o país já havia se assustado com os R$ 2,3 trilhões ainda referente às contas de 2013.

 

Há pouco mais de um mês, o Brasil se assustou com o valor apresentado por Augusto Nardes, ministro relator que, via TCU, emitiu parecer contrário à aprovação das contas de Dilma: R$ 2,3 trilhões. Fazia ele referência ao que o governo Dilma já havia acumulado ainda em 2013 de deficit atuarial da previdência. Ou seja: aquilo que o Brasil ficaria devendo caso fosse obrigado a ainda hoje quitar os compromissos com os beneficiários. Agora o tribunal atualizou os valores e ele já chega a R$ 3,2 trilhões.

Foto: Roberto Stuckert Filho

Dilma Rousseff | Foto: Roberto Stuckert Filho

O TCU alerta o governo desde 2013. E alerta a imprensa ao menos desde outubro. Mas ambos seguem ignorando que esta situação caminha para levar o país à falência do sistema previdenciário muito antes de a população brasileira envelhecer como nos casos do “primeiro mundo”. A queda da arrecadação em decorrência da recessão e do consequente desemprego devem forçar a curva ainda mais em direção a uma tragédia. É o Brasil tentando sair do fundo do poço cavando uma saída.

To Top