Notícias

STF manda Genoino voltar para a Papuda

Depois de quase 6 meses em prisão domiciliar, sob pretexto de “doença cardíaca”, mensaleiro condenado finalmente terá de voltar para a cadeia

Jose-Genoino-prisao-size-598

Notícia do portal Veja.com:

Quase seis meses depois de autorizar o ex-presidente do PT José Genoino a cumprir pena temporariamente em casa, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, determinou nesta quarta-feira que ele volte para o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

Condenado a quatro anos e oito meses de prisão no julgamento do mensalão, ele tem prazo de 24 horas para se apresentar após ser notificado oficialmente da decisão judicial. A defesa do petista disse que foi surpreendida pela notícia e que ele cumprirá a decisão. Genoino deverá ser novamente encaminhado para o Centro de Internamento e Reeducação, onde cumpre pena o ex-ministro José Dirceu.

Desde novembro, quando se entregou à Polícia Federal com os demais mensaleiros condenados para começar a cumprir pena, Genoino pleiteia a prisão domiciliar definitiva. Ele chegou a ser levado para a Papuda, mas passou mal e conseguiu aval de Barbosa para cumprir pena provisoriamente em casa até a conclusão das perícias médicas.

Genoino alega que possui problemas cardíacos e necessita de cuidados especiais, embora sucessivos laudos médicos elaborados por cardiologistas tenham atestado que sua cardiopatia não é grave. O mais recente foi anexado ao processo do mensalão na última segunda-feira e aponta que o petista apresenta “quadro clínico plenamente estabilizado”. A última avaliação médica é assinada por quatro médicos do Hospital Universitário de Brasília.

“Como anteriormente, Genoino encontrava-se em pleno gozo de suas faculdades mentais, que se mostraram normais, exceto por certo grau de ansiedade, em ótimo aspecto físico, deambulando normalmente sem restrições e em boas condições clínicas aparentes. Não apresenta qualquer queixa clínica”, diz o laudo.

Sobre a necessidade de cumprir prisão domiciliar, o laudo médico é assertivo: “Em bases estritamente objetivas e definitivas, não se expressa no momento a presença de qualquer circunstância justificadora de excepcionalidade e diferenciada do habitual para a situação médica em questão, visando o acompanhamento e tratamento do paciente em apreço”.

Genoino foi submetido a uma cirurgia cardíaca em julho do ano passado para a correção de um rompimento da artéria aorta. De acordo com os médicos que agora avaliaram o petista, o procedimento cirúrgico foi um “sucesso”.

(grifos nossos)

Notícias Recentes

To Top