Notícias

TSE descobriu uma único cidadão com 47 títulos de eleitor e 23 RGs

01.06.2015 - Plenário do Senado durante sessão especial destinada a comemorar os 70 anos da reinstalação da Justiça Eleitoral. Em discurso, presidente Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Dias Toffoli. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O relato serviu de defesa do Registro Civil Nacional, um projeto que deve render uma sigla melhor do que a pensada para uma ideia semelhante, a do Cadastro Único.

Apesar de ferrenho defensor das urnas eletrônicas, Dias Toffoli, presidente do TSE, é o responsável pela divulgação do dado apresentado por Vera Magalhães, na coluna Radar. Porque a fraude só findou descoberta graças à biometria implementada pelo tribunal, que chegou a identifica 47 títulos de eleitor, além de 23 RGs, como pertencentes a um único cidadão.

Foto: José Cruz/ABr - Agência Brasil

Leia também | Intrigante: depois da Lava Jato, demanda por palestras de Lula cai drasticamente

Noutro caso emblemático, outro brasileiro possui 15 títulos de eleitor, com direito a 14 CPFs, sendo 10 deles em dia com a Receita Federal. Os casos foram usados para defender a implantação do Registro Civil Nacional, que substituiria 20 documentos num único registro biométrico.

A iniciativa lembra projetos antigos já defendidos no Brasil, como o chamado “imposto único”. Mas, por ser Brasil, a ideia se transformou em apenas mais um imposto: a CPMF. A mesma que agora ameaça voltar.

Notícias Recentes

To Top