Notícias

Vera Magalhães: “Lula vendeu ao diabo o que era uma biografia virtuosa”

Vez por outra, citamos algum artigo ou comentário de Vera Magalhães. Contundente como sempre, a jornalista trata da relação de Lula com a Odebrecht mais uma vez em seu espaço no Estadão.

Seguem trechos:

“Lula se tornou sócio dos empreiteiros não só depois de instalado no Palácio do Planalto. As negociatas começaram bem antes, quando o sindicalista ainda começava a angariar a fama que viria a ter (…) Tal qual um Fausto dos trópicos, Lula vendeu ao diabo o que era uma biografia virtuosa, de um homem que se fez lutando contra circunstâncias pessoais, econômicas, familiares e políticas em tudo adversas, que mudou a lógica do sindicalismo pelego que se praticava desde Vargas, que fundou um partido do nada liderando de operários a intelectuais, que chegou ao poder prometendo fazer a inclusão social tão adiada no Brasil (…)

Todos têm de ser punidos e seus beneficiários de diferentes partidos, de tucanos a comunistas, passando pelos peemedebistas de sempre, merecem a aposentadoria compulsória da política e a pena da lei. Mas que não reste dúvida: o verdadeiro sócio do esquema criminoso que colocou em xeque a ainda incipiente democracia brasileira atende pela alcunha de Lula, e sua máscara caiu indubitavelmente diante dos olhos da Nação. Quem ainda não enxergou é porque não quer mesmo ver.” (grifos nossos)

A coluna pode ser lida na íntegra aqui.

Fonte: Estadao - coluna de Vera Magalhães

Notícias Recentes

To Top