Notícias

Zavascki ignora pedido e agora Lula não será obrigado a dizer a verdade à Polícia Federal

Antes, o depoimento de Lula seria colhido na condição de testemunha, o que o obrigava prestar juramento.

Quem percebeu a malandragem no despacho do STF foi o trio antagonista. Rodrigo Janot havia solicitado que Lula fosse ouvido pela Polícia Federal como testemunha. Nessa condição, seria obrigado a dizer a verdade ou estaria cometendo crime de perjúrio. Mas o ministro Teori Zavascki, ao despachar o pedido feito pelo procurador-geral da República, liberou o convite a Lula na condição de informante, o que lhe desobriga a “produzir provas contra si mesmo”, ou simplesmente dizer a verdade.

Teori Zavascki

Durante a campanha, Dilma dizia ser um escândalo reduzir o número de ministérios

To Top