Ponto de Vista

Ao todo, a segunda lista de Janot atinge 9 dos 28 ministros do governo Temer

24.02.2016 - Vice-presidente Michel Temer prestigia o II Congresso da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB). Foto: Anderson Riedel

Os nomes de sete deles já são conhecidos

Blairo Maggi, da Agricultura, é o sétimo ministro do governo Temer a surgir na segunda “lista de Janot”, aquela que dá continuidade à Lava Jato baseando-se nas delações da Odebrecht. Antes, já eram conhecidos os nomes de Aloysio Nunes (Relações Exteriores), Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria Geral), Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia), Bruno Araújo (Cidades), Marco Pereira (Indústria, Comércio Exterior e Serviços).

Contudo, como revela o Valor Econômico, faltam dois, pois 9 dos 28 ministros do governo Temer seriam alvos desse segundo levante do Procurador-geral da República. E não devem demorar a ser conhecidos, pois o MPF reprisa em Brasília tática já explorada em Curitiba: muito aos poucos libera para a imprensa o que conseguiu, e assim mantém o assunto sempre em pauta.

O Implicante faz votos de que Michel Temer dispense de imediato todos os nomes citados. Mas sabe que as chances, por enquanto, são remotas.

Notícias Recentes

To Top