Ponto de Vista

Em apenas 3 oportunidades o IDH do Brasil não cresceu, todas elas nos governos Lula e Dilma

Após reeleição de Dilma, o IDH brasileiro estagnou pela primeira vez desde 2004

O Índice de Desenvolvimento Humano é calculado pelas Organização das Nações Unidas desde 1990. O IDH funciona numa escala que vai de 0 a 1, de forma que, quanto mais próximo de 1, melhor.

Em 2014, último ano do primeiro mandato de Dilma Rousseff, o IDH brasileiro ficou em 0,754. No ano seguinte, já no início do segundo mandato da petista, o resultado se repetiu.

Desde que a ONU deu início ao levantamento, o Brasil vive seguidas e consistentes melhoras. Em apenas três momentos isso não foi observado: nos dois primeiros anos do governo Lula, no último ano medido do governo Dilma.

Ou seja… No intervalo de 25 anos, em apenas três oportunidades o IDH brasileiro não melhorou, todos eles com o Brasil sob os cuidados do PT.

Mas a informação não surpreende quem percebeu a tempo que o discurso do petismo era contabilidade criativa pura.

Fonte: O Globo

To Top