Ponto de Vista

Indiretamente, a Lava Jato conseguiu pedir a prisão do ex-presidente… do Peru!

Assim como em uma das investigações que atingem Lula, Toledo é suspeito de fazer tráfico de influência em benefício da Odebrecht

Há um tempo, a Lava Jato chegou ao Peru. E já vem fazendo suas primeiras vítimas graúdas. Um juiz determinou que Alejandro Toledo passe pelo menos 18 meses em prisão preventiva. Motivo: teria recebido 20 milhões de dólares em propina da Odebrecht. Com isso, teria beneficiado a empreiteira brasileira na licitação da Rodovia Interoceânica Sul, que liga a nação vizinha ao Brasil.

Toledo presidiu o Peru entre 2001 e 2006, quando Lula ainda estava no primeiro mandato (a foto mais acima é de 2003). Mas o crime pelo qual é investigado se deu anos após a conclusão do mandato de ambos. O ex-presidente peruano teria usado de sua proximidade com governo local para tráfico de influência, situação que muito se assemelha a uma das investigações que atinge o petista no Brasil.

Se o mandado internacional de fato for cumprido, Toledo há de se tornar o segundo ex-presidente peruano em cárcere – Alberto Fujimori está em cárcere desde 2007.

Fica a dúvida se a Lava Jato atingirá feito semelhante no Brasil.

Fonte: El País

To Top