Ponto de Vista

Já se espera que o Brasil feche 2017 com a inflação ABAIXO do centro da meta

Eis mais uma vitória de quem pediu o impeachment de Dilma Rousseff

Semanalmente, o Banco Central libera o boletim Focus, com as expectativas de um grupo de especialistas a respeito da economia brasileira. Por isso, a cada sete dias surgem novas previsões a respeito da inflação que o Brasil deve acumular em 2017. Ela vem em seguidas quedas. Já foi de 4,36%, de 4,15%, e agora desceu a 4,12%.

Sim. É bem baixo. Quão baixo?

Há um bom tempo, o Brasil tem por meta fechar o ano com inflação em 4,5%. Mas há uma tolerância em 2% para mais ou menos. O governo Dilma adorava repetir que fechava o ciclo dentro da meta, mas era dentro da margem de tolerância, sempre raspando os 6,5%, ou por vezes extrapolando-o, como em 2015, quando chegou ao segundo dígito.

Agora, pela primeira vez em muito tempo, o Brasil vive a expectativa de um resultado ABAIXO da meta.

Sim, é mais uma vitória de quem foi à rua pedir o impeachment de Dilma Rousseff. Pode comemorar.

Fonte: Estadão

To Top