Ponto de Vista

Pesquisa Ipsos mostra que só João Doria e Jair Bolsonaro possuem rejeição menor do que Lula

Dentre os presidenciáveis, contudo, ambos são ainda os menos conhecidos

Há muito tempo se sabe, a desaprovação política tem um peso muito maior do que a aprovação. Para ficar no exemplo mais explícito, foi trabalhando a rejeição a Aécio Neves que João Santana conseguiu reeleger Dilma Rousseff em 2014. Ou seja… Sabendo trabalhar o fato, você reelege até mesmo alguém que sofreria um processo de impeachment na sequência.

A nova pesquisa Ipsos traz péssimas notícias a todos os presidenciáveis. Os tucanos precisam aprender a melhorar a própria imagem. O pior resultado foi medido com Aécio Neves: 74% de desaprovação. Na sequência veio José Serra (70%), Geraldo Alckmin e FHC (67% cada) e Marina Silva (62%). Dos que já concorreram ao cargo, a melhor situação é de Lula, rejeitado por 59%.

Dentro os nomes testados, só Jair Bolsonaro (52%) e João Doria (45%) possuem rejeições mais baixas. O que seria justificado pelo alto número de eleitores que ainda não os conhecem.

Estudiosos costumam dizer que ninguém se elege com rejeição acima dos 45%. Mas Donald Trump mudou essa história.

 

Fonte: Estadão

Notícias Recentes

To Top