Tempo Real

Exemplo para Dilma: 1º Ministro da Islândia renuncia horas depois do “Panama Papers”

David Gunnlaugsson, até há pouco Primeiro-Ministro da Islândia, renunciou após ter seu nome relacionado no escândalo “Panama Papers” (documentos vazados de escritório do referido país, correspondentes a empresas e/ou contas em paraísos fiscais). Não se sabe, até agora, se ele tem culpa no cartório – afinal, ter contas ou empresas em países desse tipo, em princípio, não é crime algum.

Mas, por via das dúvidas, renunciou. Assim funcionam as democracias evoluídas e civilizadas.

Por aqui, Dilma Rousseff não pensa em largar o osso nem por um instante. Processos, denúncias, provas, fatos, gravações… nada disso a abala. Nada. Quando não há mais para onde correr, culpa-se o delator, a prova, o que seja. E negocia-se com outros partidos.

Por lá, uma manifestação bastou para que o governante saísse de vez; por aqui, milhões na rua ainda não convencem nossos políticos de que precisam sair.

Inveja da Islândia.

Notícias Recentes

To Top