Tempo Real

O fiasco da meia dúzia de baderneiros que o povo não apoia

Mais um furo n’água.

As manifestações pró-governo Dilma se tornaram cada vez menores. A última que chegou a reunir um número razoável foi quando da nomeação de Lula, mas a revelação das conversas telefônicas e as demais revelações da Lava Jato trataram de sumir com isso – naquela imediatamente posterior, por exemplo, já havia quase metade do número de gente (e olha que a estrutura estava maior, com mais cidades, e mesmo assim houve o chabu).

Mas eles não se dão facilmente por vencidos e, agora, voltam às ruas mesmo em pouquíssima gente, para travar o trânsito, atrapalhar a vida do trabalhador, meter fogo em pneus e assim por diante.

Sabem que não vão convencer ninguém com isso. A ideia é claramente criar uma narrativa que aparecerá nos programas partidários. Mas o povo, mesmo, não está com eles (de todo modo, não é impossível que, na cobertura, coloquem fotos em ‘plano fechado’, fazendo parecer que havia mais de 10 pessoas nessas badernas). E fazem isso hoje porque domingo a IMENSA maioria estará de verde e amarelo, ofuscando a meia dúzia de vermelhinhos. Este é o último dia útil antes da votação do impeachment.

Isso, definitivamente, não representa o povo brasileiro. Ao contrário, serve tão-somente para atrapalhar a vida da população. Seja de forma imediata, prejudicando a ida ao trabalho, quanto de forma mais perene, sustentando um governo tão nocivo. Vejam o naipe da coisa:

G1 - Pernambuco - BR-408

Pernambuco, rodovia BR-408. Fonte: G1

 

Ponte das Bandeiras - Sao Paulo - G1

Ponte das Bandeiras, São Paulo/SP. Fonte: G1

 

Marginal Tietê - Sao Paulo - CBN

Marginal Tietê, São Paulo/SP. Fonte: CBN

Mais Lidas

To Top