Tempo Real

O sigilo nas delações da Andrade Gutierrez

Esse é um dos casos em que vale a pedantaria de fazer uma citação de clássico: notícia boa se dá a conta gotas, notícia ruim se dá de uma vez. O raciocínio foi exposto por Maquiavel, em “O Príncipe” e é algo bem acertado.

Vejamos, por exemplo, a delação da Andrade Gutierrez – que, ao todo, seriam 11 delações de executivos, incluído o ex-presidente da construtora. Estando sob sigilo, em tese a ideia é proteger de qualquer vazamento ou publicidade. Ok. Só que, bem sabemos, essas coisas acabam escapando de alguma forma e serão semanas de gotinhas vazando. Gotinhas, claro, terríveis para os que são alvo das confissões.

Hoje mesmo, saiu que a empreiteira pagou propina para a campanha de Dilma de 2014. Mais coisa aparecerá, certamente.

A saída? Soltar tudo. E, definitivamente, será o melhor para o país.

Mais Lidas

To Top