Tempo Real

STF: decisão de ontem serve para ENDOSSAR que impeachment é constitucional e legítimo

Recorrer ao Supremo foi um gigantesco tiro no pé.

STF - Impeachment

Com medo da votação no domingo, o governo de Dilma Rousseff correu ao Supremo Tribunal Federal, por meio da AGU (Advocacia-Geral da União), para ver se conseguia adiar as coisas ou criar alguma turbulência. Não conseguiu. Ficou decidido, por grande maioria, que o processo deve continuar na Câmara. Os Ministros do STF ainda decidiram que a ordem de votação estipulada por Cunha está também correta.

Desse modo, na sanha de atrasar as coisas ou criar contratempos, o governo acabou dando um tiro certeiro no próprio pé: o processo de impeachment ganhou um CARIMBO DA TOTAL LEGALIDADE E IRRESTRITA CONSTITUCIONALIDADE. A Corte Maior do Brasil, que serve de guarda da Constituição Federal, garantiu isso – demolindo a tese (já furadíssima) de que poderia ser um golpe.

Por isso, provavelmente, Cardozo estava tão irritadiço em sua sustentação oral na Câmara. Acontece.

Notícias Recentes

To Top