Vídeos

Governo abandona transposição do São Francisco


[one_fourth]

INSCREVA-SE
 O PT na História Brasileira   inscreva se

[/one_fourth]

[three_fourth_last]

Descrição

Prometida para o fim do segundo mandato do governo Lula, a obra de transposição do Rio São Francisco enfrenta graves problemas de execução. De acordo com reportagem publicada pelo jornal Estado de São Paulo, a obra – que já sofria atrasos decorrentes de falhas no projeto – foi abandonada logo após a eleição da presidente Dilma. O único trecho onde os trabalhos ainda prosseguem é aquele sob responsabilidade do Exército. Nas demais áreas, as estruturas de concreto já construídas começam a sofrer com a ação do tempo.

Leiam abaixo um trecho da reportagem de Eduardo Bresciani e Wilson Pedrosa:

Cenário de propaganda eleitoral da presidente Dilma Rousseff e responsável por parte de sua expressiva votação recebida no Nordeste, a transposição do Rio São Francisco foi abandonada por construtoras e o trabalho feito começa a se perder. O Estado percorreu alguns trechos da obra em Pernambuco na semana passada e encontrou estruturas de concreto estouradas e com rachaduras, vergalhões de aço abandonados e diversos trechos em que o concreto fica lado a lado com a terra seca do sertão nordestino.
O Ministério da Integração Nacional afirma que é de responsabilidade das empresas contratadas a conservação do que já foi feito e que caberá a elas refazer o que está se deteriorando. Informa ainda que vai promover novas licitações em 2012 para as chamadas obras complementares, trechos em que a pasta e as empreiteiras não conseguiram chegar a um acordo sobre preço. Segundo o ministério, as obras estão paralisadas em 6 dos 14 lotes e em um deles o serviço ainda será licitado.
Marcada por controvérsias, a obra da transposição começou a sair do papel em 2007 e, no ano seguinte, com os canteiros em pleno funcionamento, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua então ministra-chefe da Casa Civil e mãe do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) fizeram uma vistoria pela região para fazer propaganda da ação. Os dividendos eleitorais foram colhidos no ano passado por Dilma. Em Pernambuco, Estado onde começa o desvio das águas, ela obteve mais de 75% dos votos válidos no segundo turno da eleição. Nas cidades visitadas pelo Estado, onde as obras estão agora abandonadas, o desempenho foi ainda melhor. Em Floresta, a presidente obteve 86,3%; em Cabrobó e Custódia, 90,7%; e em Betânia, 95,4%.

(…)

A obra está atualmente orçada em R$ 6,8 bilhões, 36% a mais do que a projeção inicial. Segundo o ministério, foram empenhados R$ 3,8 bilhões para a obra e pagos R$ 2,7 bilhões às construtoras.

Leia a íntegra da reportagem aqui.

Em julho do ano passado, durante um comício realizado no Rio Grande do Norte, a presidente Dilma chegou a afirmar que as obras de transposição já estavam concluídas. Assista a trechos desse discurso no vídeo publicado logo acima.

[/three_fourth_last]

Notícias Recentes

To Top