Esporte

Após contratação do goleiro Bruno, Boa Esporte perdeu 5 de 6 apoiadores

Apenas a prefeitura de Varginha/MG segue apoiando o clube de futebol

Já era um absurdo o STF tirar da cadeia um assassino condenado por matar a mãe de seu filho, mas a coisa só piorou quando vários clubes brasileiros buscaram contratar o goleiro Bruno. De certo, achavam que uma volta a campo renderia mídia espontânea ao time. E o Boa Esporte venceu a disputa.

Mas, anunciada a contratação, os patrocinadores correram da marca. Cinco deles cancelaram o apoio que davam à equipe: Nutrends Nutrition, CardioCenter, Magsul, grupo Gois & Silva e da Kanxa. Só sobrou um: a prefeitura de Varginha (MG), cidade onde encontra-se a sede do clube.

É um recado ao mercado como um todo, algo que o Implicante martela desde sempre: quem gosta de criminoso é pseudo-intelectual de esquerda. O brasileiro quer viver em paz. E quer que o exemplo venha de todos.

Se os dirigentes do Boa Esporte não perceberam isso, os patrocinadores perceberam. Já é um começo.

Fonte: EBC

Notícias Recentes

To Top