Internacionais

Donald Trump disse que não mais chama a CNN de “fake news”, mas de “very fake news”

Para piorar, os próprios jornalistas caíram na risada

A imprensa americana inventou a falácia das “fake news”, aquela que, sem nenhum estudo que corroborasse a tese, decidiu que Donald Trump foi eleito graças a notícias falsas. Queria com isso censurar sites alternativos que apresentam uma visão de mundo destoante do esquerdismo jornalístico. Na primeira oportunidade, contudo, o feitiço virou-se contra o feiticeiro. E Donald Trump chamou a CNN, uma das maiores redes a vender a tal narrativa, de “fake news”.

Na coletiva deste 16 de fevereiro, emissora e presidente americano novamente se encontraram. E a CNN novamente veio com a falácia sobre “fake news”. Mas Trump prometeu não mais chamar a CNN de assim. Quando o gesto parecia estar sendo aceito pelo jornalista, ele completou com o termo que passaria a usar: “very fake news”.

Claro, era uma piada. E das boas. Tanto que o repórter da CNN entregou-se aos risos, assim como os correspondentes dos demais veículos de comunicação.

Mas é bom a CNN se acostumar. Nada indica que o novo apelido não irá pegar.

Mais Lidas

To Top