Internacionais

Nenhuma surpresa: o acordo de paz com as FARC fez a produção de cocaína aumentar na Colômbia

O próprio governo colombiano reconheceu isso à ONU

Em 2016, mais uma vez a esquerda sul-americana propôs um referendo para validar suas ideias questionáveis, mais uma vez foi derrotado nas urnas, mais uma vez ignorou o resultado e levou o absurdo adiante. Já havia acontecido com o estatuto do desarmamento no Brasil, com o terceiro mandato presidencial na Venezuela, mas a vítima da vez foi o povo colombiano, que não quis saber de acordo de paz com as FARC, mas o engoliu mesmo assim.

O resultado? O próprio governo colombiano reconheceu na ONU: a produção de cocaína aumentou. Nas palavras da chanceler María Angela Holguín, “trabalhadores rurais e cultivadores de coca, vendo os benefícios que teriam pela substituição de cultivos na etapa do pós-conflito, aumentaram a plantação e a área”.

Não é surpresa para ninguém. A não ser para o cinismo da esquerda – e da imprensa – que via no “acordo de paz” uma forma de conter o avanço no narcotráfico.

Pelo visto, nem tão cedo a Colômbia viverá em paz.

Fonte: Estado de Minas

Mais Lidas

To Top